Com o Google Translate agora podemos interagir desde os Russos até os Magistrados Gregos da Lacônia

Google+ Followers

Seguidores Google Connect

Índice Sumário por Assuntos

05 Fotopoemas de Amor 15 nov 2013 578 Associados Solicitantes A Deusa do BDE A Felicidade A Saga de Tainá A Vida é um Sonho Administradores Administradores do Facegrupo Elis Regina agradecimentos Amiga do Peito amizade Ana da Cruz Associados Solicitantes Basílio da Gama Belo Monte - O Filme Brasil Brincadeirinha Cinema Definições Elis Regina Elmano Sandino Facebook Facegrupo Literatura Facegrupo Os Amigos do Faceb00k Flá Perez folclore Foto-Avatar dos Membros do Facegrupo MPBar Fotopensamento Fotopoemas Gatinha do Facebook Gonçalves Dias grupo Grupo Fotopoemas no Facebook Grupo Literatura Imagem Tutorial Indianismo Irani Ribeiro Isto é um Assalto! José de Alencar Kalu F Dias Literato Literatura Livros Lustato Madre Teresa de Calcutá manutenção do facegrupo MPBar membros membros de nossos grupos membros do grupo fotopoemas membros por ordem de afinidade Mudança Radical Não direi o teu nome ao final de um verso Nós vendemos seus livros e obras de arte nossos grupos Novas Regras para Páginas Novos Tipos de Grupos Os 50 Primeiros Membros Página não encontrada personalizada Página Não Localizada Customizada País Geométrico Pensamentos Personalize a Página não encontrada do seu Blogspot Rodolfo Amoedo Rosa Gandine Hipólito Roseli Arruda Saci Pererê Sarah Sarah Caroline Sarah Caroline de Almeida Soneto Livre e Estrambótico n.º 1 Sonetos Televisão Transformar o perfil em Página Tutoriais Tutorial Customizar a PÁGINA NÃO LOCALIZADA do seu blogspot Victor Meirelles

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013




No sarau Sopa de Letrinhas & Bar do Escritor na FLIP.
— em Parati, Rio de Janeiro.Curtir (desfazer) · · · Compartilhar · 7 de julho de 2012 via celular ·





segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Kalu F Dias: O Saci-Pererê


Kalu F Dias e o Saci Pererê
by


A amiga Kalu F Dias, sempre meiga e doce,
feito açucena, adoça nossa vida
com o seu olhar peculiar
sobre o que há de ver, ouvir, sentir.

Muito tem compartilhado comigo
imagens, poesias, considerações acerca da magia
da saudade, do amor, da fraternidade.

É muito bom ter amigas assim.
Sinto-me um privilegiado.

Grato, Kalu. Gratíssimo!
Beijo.
by










Kalu F Dias marcou você em uma photo


O Saci-Pererê surgiu entre povos indígenas da região Sul do Brasil, ainda durante o período colonial (possivelmente no final do século XVIII). Nesta época, era representado por um menino indígena de cor morena e com um rabo, que vivia aprontando travessuras na floresta.

Porém, ao migrar para o norte do país, o mito e o personagem sofreram modificações ao receberem influências da cultura africana. O Saci transformou-se num jovem negro com apenas uma perna, pois, de acordo com o mito, havia perdido a outra numa luta de capoeira. Passou a ser representado usando um gorro vermelho e um cachimbo, típico da cultura africana. Até os dias atuais ele é representado desta forma.

O comportamento é a marca registrada desse personagem folclórico. Muito divertido e brincalhão, o saci passa todo tempo aprontando travessuras na matas e nas casas.

Assusta viajantes, esconde objetos domésticos, emite ruídos, assusta cavalos e bois no pasto etc. Apesar das brincadeiras, não pratica atitudes com o objetivo de prejudicar ou fazer mal. Mas, de acordo com o mito, o saci não é voltado apenas para brincadeiras. Ele é um importante conhecedor das ervas da floresta, da fabricação de chás e medicamentos feitos com plantas.

Ele controla e guarda esses segredos e todo esse conhecimento.

Aqueles que penetram nas florestas em busca dessas ervas, devem, de acordo com a mitologia, pedir sua autorização. Caso contrário, se transformará em mais uma vítima de suas travessuras.



Com Roseli Voltolini e outras 29 pessoas.


O  Saci-Pererê surgiu entre povos indígenas da região Sul do Brasil, ainda  durante o período colonial (possivelmente no final do século XVIII).  Nesta época, era representado por um menino indígena de cor morena e com  um rabo, que vivia aprontando travessuras na floresta.

Porém, ao  migrar para o norte do país, o mito e o personagem sofreram modificações  ao receberem influências da cultura africana. O Saci transformou-se num   jovem negro com apenas uma perna, pois, de acordo com o mito, havia  perdido a outra numa luta de capoeira. Passou a ser representado usando  um gorro vermelho e um cachimbo, típico da cultura africana. Até os dias  atuais ele é representado desta forma. 

O comportamento é a marca  registrada desse personagem folclórico. Muito divertido e brincalhão, o  saci passa todo tempo aprontando travessuras na matas e nas casas.  

Assusta viajantes, esconde objetos domésticos, emite ruídos, assusta  cavalos e bois no pasto etc. Apesar das brincadeiras, não pratica  atitudes com o objetivo de prejudicar ou fazer mal. Mas, de acordo com o  mito, o saci não é voltado apenas para brincadeiras. Ele é um  importante conhecedor das ervas da floresta, da fabricação de chás e  medicamentos feitos com plantas. 

Ele controla e guarda esses segredos e  todo esse conhecimento. 

Aqueles que penetram nas florestas em busca  dessas ervas, devem, de acordo com a mitologia, pedir sua autorização.  Caso contrário, se transformará em mais uma vítima de suas travessuras.


29 de outubro de 2012 às 22:06


Thanks, Kalu!
by


30 dias -->Postagens Mais Acessadas